um ponto à superfície
.posts recentes

. (Que silêncio; está-se tã...

. Fuma

. O demo, ainda à solta e a...

. O demo anda outra vez à s...

. Os cravos

. Dizem-me todos o mesmo

. Os que ficam com o que ab...

. Agora, não

. Numa mão a espada, na out...

. The Thought Project

.arquivos

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

Sábado, 29 de Outubro de 2005
Se um dia não me encontrarem, estou aqui
A deslizar pelo fundo azul da piscina, com reflexos de luz demasiado rápidos para o olhar e sons espessos que nunca chegarão ao mundo de onde vim. Um dia vou ficar a viver na piscina, aconchegada de água por todos os lados, a sentir que estou dentro da minha pele como estou dentro da minha casa.
publicado por AG às 00:30
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 16 de Novembro de 2005 às 23:23
Nada prova que não saíu :)galinhola
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 12 de Novembro de 2005 às 19:02
isso podia ter saído de dentro de mim. :)carla de elsinore
(http://welcometoelsinore.blogspot.com)
(mailto:elsinore@gmail.com)

Comentar post

.pesquisar
 
.Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

. Ser catita

blogs SAPO
.subscrever feeds