um ponto à superfície
.posts recentes

. (Que silêncio; está-se tã...

. Fuma

. O demo, ainda à solta e a...

. O demo anda outra vez à s...

. Os cravos

. Dizem-me todos o mesmo

. Os que ficam com o que ab...

. Agora, não

. Numa mão a espada, na out...

. The Thought Project

.arquivos

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

. Novembro 2003

Segunda-feira, 2 de Janeiro de 2006
(Que silêncio; está-se tão bem aqui)
Como saber se um vulcão está extinto?
Um vulcão extinto é uma coisa muito triste, apenas comparável a uma área de orquestra que nunca é usada. No entanto, nem sempre um vulcão aparentemente extinto o está, de facto. É um pouco como aquelas borbulhas que não esprememos até ao fim. Grande porcaria.


Descobri no outro dia que foi este o primeiro post deste blog (quando ainda não era bem um blog, quando eu andava a brincar a ver como funcionava isto).

Este blog, há semanas, pôs-se a dormir uma sesta, depois entrou em hibernação, depois talvez em coma. Não faço ideia. Este post é apenas para dizer alguma coisa a quem ainda aqui vem (se é que não desistiram já todos, que é o que eu teria feito). Deixou de me apetecer postar, e pronto. A verdade é que não sinto que tenha a dizer seja o que for que valha a pena, que eu ache que mereça interromper o silêncio. Também deixei praticamente de ler blogs, mesmo aqueles de que ainda gosto. Talvez seja o meu organismo a rejeitar uma vida de excessos, talvez sem saber esteja metida num casulo, talvez tenha sido, finalmente, abduzida por extraterrestres, ou talvez isto seja um amor que acabou e não haja nada a fazer. Não sei, como no primeiro post, se isto está extinto ou apenas em repouso. E já nem penso muito nisso (eu, que até sou uma rapariga ajuizada!).

E depois, venho aqui pela calada cobardemente, só por descargo de consciência ou sucedâneo de cortesia, quando acho que já toda a gente foi embora. Se não fosse mariquinhas, nem dizia nada. Refiro o primeiro post mesmo sabendo que este falso passe de magia de fingir que fechei o círculo é desajeitado. Nem tenho vontade ou coragem de me sentir emocionada (e não estou, de facto) nem agradecida (isso, estou), vejam só que miséria. Mas fica aqui uma palavra que, se for realmente a última (e eu sei lá), sempre é bonita: sal.
publicado por galinhola às 22:16
link do post | comentar | favorito
|
28 comentários:
De Anónimo a 12 de Março de 2006 às 23:52
África? Em África??galinhola
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 10 de Março de 2006 às 14:56
Sal? Em África??ana
(http://estufa.blogspot.com)
(mailto:humusblog@hotmail.com)
De Anónimo a 10 de Março de 2006 às 14:55
Silêncio? Em África??ana
(http://estufa.blogspot.com/)
(mailto:humusblog@hotmail.com)
De Anónimo a 13 de Fevereiro de 2006 às 22:55
Se não tens palavras mais belas que o silêncio guarda silêncio!
Gostei deste blog vou voltar por aqui, não pare de postar...

http://vulcoesverdes.blogspot.com/ (http://vulcoesverdes.blogspot.com/)Troilite
(http://vulcoesverdes.blogspot.com/)
(mailto:)
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2006 às 02:48
ainda nem toda a gente foi embora...claudia c
(http://tempodual.blogspot.com)
(mailto:)
De Anónimo a 20 de Janeiro de 2006 às 23:26
(...)manuela
(http://dias-com-arvores.blogspot.com)
(mailto:mdlr@sapo.pt)
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2006 às 14:51
Se o Boavista ganhar a Liga, eu volto a escrever aqui :)galinhola
</a>
(mailto:)
De Anónimo a 10 de Janeiro de 2006 às 10:41
Ana, lamento, mas não posso aceitar justificações nem últimas palavras nem nada dessas cenas. O leitor dedicado exige o regresso imediato da galinhola. Ponto.Rui Amaral
(http://last-tapes.blogspot.com/)
(mailto:)
De Anónimo a 7 de Janeiro de 2006 às 11:29
o silêncio é precioso, de vez em quando.ana luisa
(http://um-buraco-na-sombra.netsigma.pt)
(mailto:)
De Anónimo a 6 de Janeiro de 2006 às 18:03
tenho pena. mas percebo esse 'adormecimento' muito bem (ou penso que sim). ficamos a aguardar. :)*little black spot
(http://littleblackspot.blogspot.com)
(mailto:little_black_spot@hotmail.com)

Comentar post

.pesquisar
 
.Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

. Ser catita

blogs SAPO
.subscrever feeds